Em tempos de pandemia, em o mundo geme sob o peso de muitas aflições, como uma sociedade em isolamento e distanciamento social pode buscar no irmão um alívio? Sendo o relacionamento social fundamental para a manifestação do amor mútuo e para a prática das obras de misericórdia. Diferente que alguns possam ser levados a pensar, Deus não é causa do mal, que se abate a humanidade, mas do amor! Até onde essas coisas nos dizem respeito? A resposta é outra pergunta: Até onde vai minha omissão? Alguém poderá objetar: até que ponto posso ser responsabilizado? Ou, repetindo Caim: “por acaso sou guarda do meu irmão?”. O Papa João Paulo II nos diz: “Sim, todo homem é guarda do seu irmão, porque Deus confia o homem ao homem” . Quando Jesus disse que serão recompensados aqueles que praticaram as obras de misericórdia , não manifestou qualquer preocupação em identificar os culpados pela miséria, mas sim em premiar aqueles que, sentindo-se responsáveis, procuraram diminuir o sofrimento alheio! E, ainda mais: o trabalho de prevenir o mal não exclui o de repará-lo! Portanto, querendo ou não, sentindo-nos ou não, somos todos responsáveis uns pelos outros! Apesar de distanciados, está clara a necessidade do acolhimento.   A despeito de todos os Conflitos existentes no convívio social, que pode levar às frustrações e cria barreiras aos relacionamentos, exige de todos a busca do equilíbrio dos sentimentos. E é necessário não esquecer que nenhum sentimento deve servir de motivo para qualquer comportamento contrário ao amor, que é a lei maior.  “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo “, a proposta de Jesus Cristo evidencia que o nosso chamado, que é o amor aos irmãos, operacionalizado, tornado concreto! Diácono Domingos Sávio da Silva SenaGrupo de Oração Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora Rainha da Paz  Arquidiocese de Florianópolis – São José (SC) 

———————

*Texto baseado na Apostila 3, Encontro com os outros – Formação Humana1- Carta Encíclica “Evangelium vitae”, n. 19, p. 40.2- Ct. Mt25,33-36.3- Jo 15,12.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here